Publicado em 30 de maio de 2019 às 09:59

No lançamento do Conecta Brasil Startup, diretor da Fiems destaca fomento à inovação

Ao abrir o evento de lançamento do Conecta Brasil Startup, programa que promete aproximar iniciativas de inovação às empresas de todo o Brasil, realizado nesta terça-feira (28/05), no auditório da Escola Senai da Construção, em Campo Grande (MS), o diretor da Fiems, Julião Flaves Gaúna, destacou a necessidade de fomentar a inovação para garantir a competitividade dos negócios e das empresas.

“A inovação hoje é a principal ferramenta e a Fiems tem dado condições para que os empresários busquem se atualizar com relação às constantes evoluções tecnológicas. Acredito que o programa Conecta Brasil Startup vem para fortalecer o ecossistema de inovação brasileiro e é uma oportunidade para as empresas de Mato Grosso do Sul buscarem novas soluções sem precisarem de grandes investimentos”, afirmou Julião Gaúna.

Segundo a coordenadora do CIN/MS (Centro Internacional de Negócios de Mato Grosso do Sul), Nathália Alves, o evento tem como objetivo apresentar aos empresários as principais vantagens do Programa e como participar. “As empresas interessadas podem cadastrar suas demandas em tecnologia até o dia 7 de junho pelo site https://conectastartupbrasil.org.br/. A partir do momento que temos mais projetos selecionados em projetos de inovação, melhor o desenvolvimento do nosso Estado e maior a competitividade das nossas empresas”, ressaltou.

Parceiros

Na avaliação da diretora-técnica do Sebrae/MS, Maristela França, o Conecta Brasil Startup é de extrema importância para o desenvolvimento das empresas de Mato Grosso do Sul. “O Sebrae é parceiro do Sistema Fiems em vários projetos e em especial no Living Lab, um ambiente de inovação inaugurado em 2016. Aqui hoje temos quatro startups do Living Lab apresentando suas propostas de soluções para empresas e a ideia é mostrar para os empresários de forma mais concreta como o programa pode ajudar tanto os empresários como as startups, porque a inovação está em todos os ambientes de negócios”, destacou.

A analista de projetos e inovação da Softex, Manoela Padoan, explicou que o programa se destaca por focar em startups em estágio inicial para solucionar demandas reais do mercado e suas ações incluem desde a ideação, passando pela conexão, capacitação, mentoria e também o acesso tanto ao mercado como a investimentos. Os projetos aprovados poderão receber até R$ 200 mil em investimentos.

“O objetivo é aumentar a densidade de indústrias e empresas que estão mais preparadas para lidar com novos tipos de inovação, sejam startups ou open innovation em geral. A principal vantagem para as empresas é que elas não vão precisar aportar nada financeiramente para ter sua demanda atendida. Além disso, as startups serão testadas pelo programa”, ressaltou Manoela Padoan.

Repercussão

Para o empresário Clair Assunto Smaniotto, da Estametal Metalurgia, participar de eventos como esse é fundamental para se manter competitivo no mercado. “A tecnologia evolui com muita rapidez e precisamos buscar sempre novas formas de inovar para tornar nossos produtos atrativos. Eu estou duplicando a capacidade de produção da empresa hoje e para isso preciso investir em inovação e renovação e achei o programa muito interessante. Vamos ver o que podemos cadastrar para ter algum retorno com essas startups agora”, comentou.

Na mesma linha, o diretor de marketing da Portall, Victor Henn, a empresa está sempre atenta aos assuntos relativos à inovação. “Não tem como não prestar atenção e tentamos sempre colocar no mercado um produto com algum diferencial. Já estamos em contato com o CIN para exportação e vemos que para conseguir novos mercados fora do país é fundamental estarmos atentos a projetos de inovação, que podem nos ajudar a melhorar tanto nossos produtos como nossos processos”, finalizou.

Leia mais no site www.fiems.com.br ou pelo link http://www.fiems.com.br/noticias/no-lancamento-do-conecta-brasil-startup-diretor-da-fiems-destaca-fomento-a-inovacao/28969

Comentários