Publicado em 11 de março de 2019 às 11:05

Consultora dá dicas para quem quer organizar o dia a dia Veja as principais diferenças entre agendas, planners e bullets journal

 
Para muita gente, o ano só começa depois do Carnaval. Essa é uma oportunidade para rever as formas de se organizar, avaliar o que não funciona e partir para testar novas possibilidades. Para quem ainda não planejou seu ano, e também para quem quer organizar melhor seu dia a dia, essa pode ser a hora certa.
 
A consultora organizacional e Coach de Carreira e Negócios Luciana Rezende, dá algumas dicas para quem quer se organizar melhor. “Comece com pequenos hábitos, utilizando 10 minutos no início da manhã para organizar seu dia. E coloque tudo no papel, para no final do dia colocar um ‘ok’ em tudo o que conseguiu fazer”, orienta.
 
Passada essa etapa (e estabelecido o hábito), é hora de ir para o passo seguinte. “Avance para o planejamento semanal – o mais indicado é que seja feito no final do domingo, quando sua mente está descansada. Assim você treina a visualização da semana e as conquistas que poderá realizar e já começa a semana com mais energia”, complementa a especialista. Assim, aquela segunda-feira sem graça pode passar a significar o início de grandes conquistas. E Luciana complementa: “Não se esqueça de celebrar com pequenos momentos de prazer os avanços em sua performance”.
 
De uns anos para cá, os planners e bullet journals chegaram às livrarias e papelarias dividindo espaço com as agendas para facilitar nessa tarefa. De acordo com a consultora, os três são ferramentas de planejamento, com formatos e utilidades específicas. “Antes de escolher qual deles utilizar é recomendável que se faça uma análise de qual atenderá melhor ao seu perfil”, recomenda.
 
Para quem busca um melhor rendimento para o dia a dia, Luciana lembra que o conceito de produtividade está associado à capacidade de planejamento e execução, utilizando indicadores de medida para avaliação de performance. Assim, ela sugere que quem nunca utilizou uma ferramenta de organização e planejamento, comece pela agenda, até se habituar às anotações e verificação de cumprimento de prazos e tarefas, e então tentar novas ferramentas. “O planner ou bullet journal podem ser considerados recursos mais avançados nesse sentido. O mais indicado é o que você mais se identifica para uso contínuo e acompanhamento da performance. É preciso tomar gosto para perceber os benefícios e melhoria da produtividade”, esclarece.
 
Além da questão da produtividade, ganha destaque o fato de que, em meio a toda a revolução digital, com computador, tablets e celulares sempre à disposição, as pessoas estejam retornando ao papel e caneta, preferindo a escrever à mão, muitas vezes com letras especiais, desenhos e marcações coloridas. “Exatamente pelo avanço e uso de tecnologias,  em parte essas ferramentas são adotadas por um saudosismo. O planner por exemplo, lembra os diários que eram feitas na adolescência”, ressalta.
 
“Por outro lado, temos pesquisas que corroboram para essa mudança de hábito. Sabemos que uma hora de planejamento elimina 10 horas de execução, e que quando escrevemos à mão, nosso cérebro tem uma capacidade maior de assimilação e memorização do que quando digitamos”, relata. Assim, essas ferramentas passam a ter um charme a mais, além de estimular a capacidade intelectual. E para quem não abandona os recursos tecnológicos, essas ferramentas também estão presentes no meio digital, em aplicativos como o evernote, o wunderlist ou Google agenda.
 
Já Isabella Almeida Uzal Teodoro, vendedora da Magnólia Papelaria, acrescenta que a preferência vai de pessoa para pessoa, de acordo com a adaptação de cada um. Segundo ela, no quiosque localizado no Shopping Campo Grande, o planner é o mais procurado atualmente. “Acredito que seja uma tendência, porque ele está ajudando bastante as pessoas a se organizarem. Temos planner de mesa, mensal, semanal, são vários os tipos. Alguns tem até lembretes para a hora de tomar água, acaba tornando mais fácil da pessoa se organizar”.
 
Outra vantagem dessas ferramentas em relação à agenda é que, além dela ser datada, o espaço para colocar os compromissos do dia é pequeno, como explica Isabella. “Na agenda, se a pessoa não usou aquele dia, acaba perdendo a página. No planner isso não acontece. Se quiser começar em março, por exemplo, é só marcar a data de início”.
 
Funcionalidades
 
De acordo com Luciana, as principais características de cada um são:
 
Agenda – mais voltada para anotações de compromissos e tarefas diárias. A maioria possui como recursos calendário, datas comemorativas, aniversariantes, e, em alguns casos, vem com páginas de anotações financeiras.
 
Planners – são ferramentas de organização e planejamento pessoal e profissional. A principal característica é a  flexibilidade na escolha dos recursos, de acordo com a necessidade. No mercado pode ser encontrado diversos modelos prontos ou ainda opções em que dá para escolher o miolo (tipo de papel, inserts, decoração). A personalização está aí e não apenas no fato de poder vir com seu nome na capa.
Costuma ser a escolha preferida de pessoas que gostam de colorir e soltar a criatividade,  utilizando adesivos, canetas coloridas, scraps. Tais recursos estimulam o uso como hobbie, e isso contribui para o hábito da organização. Além disso, todos os tipos de informações ficam num único lugar, desde agendar compromissos, fazer listas de tarefas, planejar a semana, o mês e o ano, como organizar uma viagem.
 
Bullet journal – desenvolvido por um entusiasta em organização, seu conceito original se refere a um método que utiliza códigos e símbolos próprios, os bullets, para designar marcadores e medir a capacidade de execução do que foi planejado. É o mais livre, mas requer criar por si sistemas de acompanhamento, tanto que se deixa algumas páginas em branco logo no início para ir montando uma espécie de índice das informações.
Pode ser feito num caderno simples ou em cadernetas do tipo moleskine, com folhas em branco, pautada ou pontilhada. O criador do conceito considera as páginas pontilhadas mais adequadas. Você cria todo tipo de sessão que desejar, por isso deve também enumerar as páginas. A ideia é ser minimalista na hora de se planejar.
 
No Shopping Campo Grande, além da Magnólia Papelaria, a Livraria Leitura também oferece boas opções para quem quer organizar seu dia a dia.

Comentários