Publicado em 8 de julho de 2018 às 19:45

Longen inicia articulação para construir instituto de inovação voltado à mobilidade elétrica em MS

demanda da Brave-Brasil, indústria montadora de veículos elétricos, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, vai articular junto à CNI (Confederação Nacional da Indústria) o aporte de recursos para instalação de um instituto de inovação voltado para mobilidade elétrica em Mato Grosso do Sul. Projeto neste sentido foi alinhado nesta quinta-feira (05/07), durante reunião no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), que contou com a presença do deputado estadual Paulo Corrêa, do diretor da Brave-Brasil, Marcelo Colatto, e do engenheiro pesquisador responsável pelo projeto de carros elétricos da empresa, Humberto da Silva.

A Brave-Brasil escolheu Mato Grosso do Sul para instalar uma montadora de veículos elétricos e baterias, gerando empregos e atraindo novos investimentos para o Estado. Para viabilizar e dar suporte ao projeto, Longen idealizou a instalação de um novo Instituto Senai de Inovação, voltado a mobilidade elétrica e tecnologias que giram em torno. “Os institutos têm esta característica de criar soluções inovadoras para indústrias, e a Brave-Brasil necessita de suporte em alguns aspectos, como na área de pesquisa, para concretizar seu projeto, que é amplo e audacioso”, disse o presidente da Fiems.

Longen acrescentou que vai se mobilizar junto à CNI para concretizar o projeto. “Vamos agendar uma reunião para a semana que vem e iniciar a construção deste novo instituto, que poderá abranger toda a cadeia que envolve a mobilidade elétrica, como geração distribuída e sistemas de mobilidade, conceitos que vão ao encontro do conceito de cidades inteligentes. Um dos mecanismos mais adequados seria o Embrapii, que já tem esse perfil de fazer captação de recursos e orientar para inovação tecnológica”, pontuou.

Os Institutos Senai de Inovação têm como objetivo principal aumentar a produtividade e a competitividade da indústria brasileira, com a criação de soluções ágeis, inovadoras e sob medida para indústrias de grande, médio e pequeno porte. O foco de atuação dos institutos é a pesquisa aplicada, desde a fase pré-competitiva, de definição de conceitos e experimentações, até a etapa final, quando o novo produto está prestes a ser fabricado pela indústria, aproximando indústrias, empreendedores, universidades, institutos de pesquisa e fontes de capital, formando uma rede multidisciplinar com atendimento em todo o território nacional. Em todo o Brasil são 25 Institutos Senai de Inovação e em Mato Grosso do Sul conta com um deles, em Três Lagoas (MS), voltado para pesquisas na área de biomassa.

Repercussão

O deputado estadual Paulo Corrêa, que é presidente da Comissão de Indústria e Comércio da Assembleia Legislativa, avaliou que, com a chega da Brave-Brasil, Mato Grosso do Sul fica mais próximo de conquistar um novo instituto de inovação. “Com uma fábrica de carros elétricos instalada aqui, temos condições de criar um polo tecnológico de mobilidade com carros elétricos, então porque não sonhar com este polo de inovação seja instalado no Estado e atenda essa cadeia da ‘vibe’ da indústria moderna, Indústria 4.0. É isso que viemos fazer com o presidente Sérgio Longen, pedir para que haja esta interlocução junto à CNI para atrairmos este polo”, declarou.

O diretor da Brave-Brasil, Marcelo Colatto, afirmou que, para além da articulação para concessão de benefícios fiscais, a Fiems tem contribuído de diversas maneiras para viabilizar o projeto da empresa. “A Fiems pode e tem contribuído muito conosco desde que tomamos a decisão de se instalar em Mato Grosso do Sul. O Estado está em franco desenvolvimento e nossa expectativa é abrir novas cadeias de desenvolvimento que possam nos auxiliar e também a outras indústrias locais, por meio de órgãos de fomento que custeiam tecnologias e permitem o desenvolvimento da nossa atividade”, analisou.

Para o engenheiro Humberto da Silva, a aproximação com a Fiems tem sido estratégica para a Brave-Brasil. “É fundamental essa ação integrada com a Fiems, que vai ser o órgão que vai poder capitanear os mecanismos, as ferramentas para tornar esse projeto uma realidade, cujo o foco não seria somente uma única empresa. Ainda que a Brave já tenha um apelo bastante forte para a inovação, enquanto montadora de veículos elétricos, ela será somente a ponta do iceberg tecnológico que vai trazer todas as tecnologias e inovação para compor este instituto, que poderá atender demandas do Brasil todo”, concluiu.

Leia mais no site www.fiems.com.br ou pelo link http://www.fiems.com.br/noticias/longen-inicia-articulacao-para-construir-instituto-de-inovacao-voltado-para-mobilidade-eletrica-em-ms/26554

Veja também

Coworking inspirado no porto de Salvador recebe tratamento acústico decorativo da Trisoft Projeto assinado por arquiteta e designer de interiores traz reflexões sobre o transporte de culturas e historicidade que transitam a Baía de Todos os Santos Fonte: Trisoft A Trisoft, maior empresa da América Latina em produção de itens derivados de fibras de garrafas PET, firmou parceria com a arquiteta e design de interiores Thais Vaz, que desenvolveu um coworking inspirado na cultura baiana. Com os elementos acústicos fornecidos pela Trisoft, a profissional combinou uma junção de estruturas metálicas e o concreto, aliados ao uso de cores que remetem aos contêineres, conferindo-lhe padrões para um mobiliário que propõe romper a formalidade dos ambientes de trabalho. Intitulado pela arquiteta como “Doca 31”, o espaço transfere sofisticação e modernidade, por meio de um ambiente que contempla aconchego e acolhimento, estimulando a interação com o espaço através de condições sensoriais que geram relações, conforto e criatividade. Os produtos Trisoft presentes neste ambiente são as Nuvens Decor, Baffles Decor e Revest Frame Decor – confira detalhes abaixo. Nuvem Decor Trisoft As nuvens acústicas são painéis acústicos que aliam alta performance, beleza e leveza aos ambientes. São elementos suspensos que absorvem duas vezes mais os ruídos, podem ser aplicados em quaisquer tipos de ambientes, e contribuem com a estética dos espaços aéreos dos projetos de arquitetura. Os produtos oferecem segurança, são 100% recicláveis, fabricados com lã de PET, não mofam com a umidade, atuam como isolante acústico, fáceis de transportar e instalar, resistentes ao fogo e autoextinguível (Classificação II-A IT 10 do Corpo de Bombeiros), e podem ser aplicados em quaisquer tipos de ambientes internos. BafflesDecor Trisoft Aliam beleza, funcionalidade e versatilidade em projetos de design de interior. São elementos suspensos que absorvem duas vezes mais os ruídos. Produzidos em lã de PET, são indicados para ambientes que necessitam de tratamento acústico como restaurantes, praças de alimentação, shopping centers, salas de aula, salas comerciais, saguões de hotel, salões de aeroportos, etc. Devem ser aplicados abaixo do forro, verticalmente, através de cabos reguláveis respeitando as indicações do projeto acústico, em ambientes internos. Os produtos oferecem segurança, são 100% recicláveis, fabricados com lã de PET, não mofam com a umidade, atuam como isolante acústico, fáceis de transportar e instalar, resistentes ao fogo e autoextinguível (Classificação II-A IT 10 do Corpo de Bombeiros). Revest Frame Decor Indicado para revestimentos de paredes melhoram a inteligibilidade do som, reduzindo a reverberação no ambiente. A junta seca dos painéis proporciona ótimo acabamento estético, ideal para quem busca flexibilidade de projeto e personalização de ambientes. Além da absorção sonora o Revest Frame também contribui como elemento decorativo, em diversas cores, com opções lisas e estampadas. São resistentes ao fogo e autoextinguível (Classificação II-A IT 10 do Corpo de Bombeiros), e podem ser aplicados em quaisquer tipos de ambientes internos. SAC Trisoft:+55 (11) 4143-7900| www.trisoft.com.br

06/11/2018

Comentários